22 de jan de 2010 12:59 - :: ultranol ::

A lambança dos impostos de renda

Chegou 2010 e com isso vai chegando a hora de precisarmos declarar nossos rendimentos pra fim de imposto de renda, tanto no Brasil quanto no Canadá. Desde que comecei a me informar sobre o assunto, só de lembrar que um ia precisaríamos reportar todo esse quiproquó que é a mudança para um outro país me gelava a espinha. Pensava: ah, vou deixar pra me preocupar na hora que precisar me preocupar. Bem, chegou a hora. O prazo pra se declarar aqui é abril, e no Brasil, sabe-se lá se eu passei do prazo, se ele vai até abril ou se vai até um ano depois da nossa viagem.



A sensação é a mesma que aquela quando vc chega na montanha russa, senta, eles abaixam a barra de segurança e dão o sinal de "tudo pronto!"


Declarar o imposto de renda aqui no Canadá parece muito mais simples, porque o site da "Receita Federal" daqui - chamada Canada Revenue Agency (CRA) - é infinitamente mais explicativo, na minha opinião. Pra tentar entender o quê colocar num determinado campo da declaração brasileira, você pode ir no site da Receita, no "help" do programa e aonde quer que seja que vai constar uma mesma frase explicativa, que não resolve muita coisa. No site da CRA, tem um guia explicando cada campo com parágrafos ou páginas de detalhamento, além de exemplos - bobinhos, mas muito úteis.

Analisei o programa de Saída Definitiva do País e, com o intuito de ligar lá na Receita e falar com um ser humano, fiz um diagrama aqui com minhas dúvidas, do tipo, "pergunta tal, é isso? caso sim, perguntar tal coisa; caso não, perguntar outra coisa". Porém, tá difícil conseguir falar com alguém lá, porque o sistema telefônico é diferente dos normais: se os atendentes estão todos ocupados, ele não te bota em espera, e sim te manda ligar mais tarde.



De uma maneira ou de outra, lá se vão meus créditos Skype!


Apesar da maioria dos colegas imigrantes dizerem que podemos declarar nossa saída até um ano depois de sairmos, a definição que consta no programa não me deixa isso claro: ela diz que se a saída tiver sido definitiva, meu prazo seria até 30 dias após essa data (13/08/2009, portanto); porém, se a saída tiver sido temporária, até 1 ano e 30 dias após a data (13/08/2010, nesse caso). Mesmo que eu considere que minha saída tenha sido temporária, o fato de eu estar entregando a declaração mostra que ela é definitiva, agora, e nesse caso, qual seria a data da caracterização de não-residência? A data que eu decidi isso? A data que eu realmente saí do país?

Apesar também da Receita Federal dizer que a declaração anual só deve ser feita por residentes, como ficam as coisas que eu continuo mantendo no país? Minha empresa, que apesar de inativa, continua aberta; tributação de fundos de investimento... realmente não preciso mais esquentar a cabeça com isso? Difícil de acreditar...



E o mais importante: como é que eu vou continuar declarando o rendimento proveniente das minhas rinhas de galo?


Quando resolver essas dúvidas, vou até postar aqui, caso alguém também se faça as mesmas perguntas.

UPDATE (2010/01/25 9:08 AM): sexta-feira mesmo consegui falar com alguém no Receitafone.

O rapaz, depois de me recomendar umas 10 vezes a procurar a solução pra minhas dúvidas no site e no software da declaração - e ouvir que eu já tinha feito isso trocentas vezes e as dúvidas não haviam sido esclarecidas - me falou que a data de caracterização de não-residência é a data original da saída do país. Rebati perguntando se eu teria que pagar multa por atraso, visto que se aquela foi a hora que saí definitivamente do país, deveria ter entregue a declaração em até 30 dias. Ele, então, concluiu: "ah, então coloca a data de hoje, mesmo..."

Ou seja: o cara sabe menos do que eu.

Perguntei se além do site, do software e do disque-Receita alguém mais poderia solucionar minha dúvida. Ele falou que seria só numa agência da Receita, e, de maneira muito sagaz, ele mesmo ligou os pontos: "mas realmente, se o senhor já saiu do país, não tem jeito, mesmo".

Brasil, um país de todos!
15 de jan de 2010 11:12 - inertia

The family doctor experience: part II

Hoje voltei no médico para pegar o resultado do exame de sangue, pedir o tal do Public Health Form e fazer o resto do check-up.
O médico não se atrasou, explicou o resultado do exame de sangue e fez o resto do check-up. Escutou o coração, tirou pressão, testou meus reflexos, viu meus dentes, garganta, ouvido, me pesou, perguntou trocentas coisas, etc... Na hora do pap test e do breast exam, ele sai da sala para gente colocar um avental e depois entra ele e a secretária. Ela fica lá o tempo todo e depois eles saem para a gente se vestir de novo.
Eu estava fugindo da tal vacina de H1N1, mas acabou que ele pediu para tomar (tomei lá na hora com ele), já que tô pretendendo ter filho.
No fim das contas foi tudo normal, sem pressa... Eu estava meio nervosa com as histórias que li nos outros blogs, mas ou a gente deu muita sorte ou o resto do pessoal que deu azar... hehe
9 de jan de 2010 14:32 - inertia

The family doctor experience: part I

Ontem foi minha primeira consulta no médico de família. O Mozart já tinha ido, mas eu estava tentando adiar até não poder mais (= até acabar meu estoque de anticoncepcional).

Cheguei no consultório e o médico perguntou se tinha ido lá por algum problema de saúde. Falei que não, e disse que precisava de receita de pílula. Perguntei se ele conhecia a que eu tomava lá no Brasil. Ele até procurou no Google (!), mas no fim ele passou outra.

Depois ele falou que queria fazer um check-up completo e pediu exame de sangue. Também já avisou que da próxima vez que eu for lá, vou fazer o tal do pap test. Achei legal ele avisar, porque tem gente que entra em desespero quando descobre que é o médico de família quem faz isso aqui.

E a consulta foi basicamente isso. Ele nem tirou uma pressão, não escutou o coração, nem nada. O Mozart falou que ele faz isso quando vc retorna pra ver o resultado do exame de sangue. Até aí tudo bem, até hoje quando fui tirar o sangue.

Cheguei lá cedo, pra ser a primeira da fila. Só que quando a mulher foi ver o pedido, disse que pra um dos testes, o médico precisava ter mandado um tal de Public Health Form. Disse que eu teria que voltar lá outro dia. Ótimo! Doze horas sem comer pra nada... Mas daí ela falou que poderia fazer os outros exames e voltar outro dia só pra aquele.

In case you are wondering, o tal teste era o de toxoplasma - eu comentei com o médico que num futuro bem próximo quero tentar engravidar e queria saber se poderia ter toxoplasmose por causa dos meus gatos.

Sentei na salinha, ela pôs a luva e enfiou a agulha no meu braço. Daí eu fiz o procedimento que estou acostumada no Brasil, que é ficar abrindo e fechando a mão... A mulher mandou eu parar de fazer aquilo e esticar mais braço. Acho que de mexer o braço com a agulha, acabou doendo e agora meu braço tá inchado, inchado. :(

Engraçado que eu nunca pensei que uma coisa simples como tirar sangue seria diferente em outro país. Mas eu não tenho do que reclamar do lugar, era tudo bem limpinho e o atendimento foi super rápido, tanto na clínica quanto no consultório.

Só sei que agora esse exame de toxoplasma vai ser adiado alguns meses... outra agulhada dessas, só daqui a bastante tempo!!!
05/06/2007 Marcação do IELTS
16/06/2007 Exame IELTS
29/06/2007 Resultado do IELTS
07/08/2007 Envio do formulário ao Consulado
13/08/2007 Início do processo
17/08/2007 Confirmação do início do processo (carta)
21/08/2007 Inclusão no sistema (e-CAS)
03/03/2008 Solicitação dos documentos (e-mail)
27/03/2008 Envio dos documentos
19/05/2009 Pedido de atualização de documentos (e-mail)
23/05/2009 Pedido de exames médicos (carta)
29/05/2009 Envio dos exames médicos
17/06/2009 Solicitação dos passaportes e pagamento da taxa final (carta)
18/06/2009 Entrega dos passaportes no Consulado
22/06/2009 Recebimento dos passaportes com visto
13/07/2009 Chegada a Toronto
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Abril 2010
Maio 2010
Julho 2010
Maio 2011
Blogs de quem ainda vai
  Being An Entrepreneur In Canada
  Brancas Nuvens
  Chocolate.ca
  British Columbia 2010
  Cravo e Canela
  Do Brasil ao Canadá
  Folha do Canadá
  Jacques Brothers Without Borders
  Moquequinha Canadense
  Os Lima
  Pipoca & Canadá
  Semeando em Terras Canadenses
  Sonho Congelado
  Sonho no Canadá
  Tutu com Goham

Blogs de quem já foi
  A Era do Gelo
  As Invasões Bárbaras
  Au Québec
  CanaDaBoa
  Canadiando
  Conexão Toronto
  Família Faian no Canadá
  Fla Lá no Canadá
  Icebloggus
  QuebeCoisa
  Lá no Canadá
  Nous sommes arrivés Québec
  Paulistanos numa Fria
  Picolé Carioca
  Projeto Maple Leaf
  Sai da Tua Terra
  Ser e Ter
  Simbora pro Canadá
  Tudo ao Mesmo Tempo
  Unzip Canadá
  Vivendo nosso Sonho

Sobre o processo de imigração
  Como imigrar
  Perguntas sobre a imigração
  Canada Immigration Brasil

Sobre a viagem
  American Airlines
    - Viajando com animais
  Air Canada

Sobre imóveis lá
  Craigslist.org
  Sublet.com
  ViewIt.ca

Sobre empregos lá
  Monster
  Monster (Canadá)
  CareerBuilder

Blogs de amigos
  Acordei que Sonhava
  Perplexões
  Daniela e Cristiano

Outros sites
  Dentista em Casa
  Yuki Noda Photography


Powered by Blogger